vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurantes-que-eu-fui-capa

Quem não ama falar de comida, conhecer novos lugares, encher a boca de saliva quando seu prato preferido chega?! Por isso, no post do NOVA YORK DESCOMPLICADA de hoje o assunto é restaurantes que eu fui. Tem orgânico, descolado, junk food, tudo de delicioso que eu experimentei em NYC. Como diria um amigo meu (oi, Gab!) #porquebocafoifeitapracumê …então, vem comigo!

vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurante-que-eu-fui-bubba-gump

  • Bubba Gump Shrimp Co: restaurante especializado em frutos do mar e queridinho dos brasileiros, já que fica na região da Times Square (maior concentração de brasileiros por metro quadrado, depois do Woodbury Outlet, claro). A loja Bubba Gump (não esqueça de comprar seu boné vermelho igual ao que o Forrest usa pra correr) é no térreo, enquanto que o restaurante fica no piso superior. O salão é todo temático baseado no filme Forrest Gump, com decoração rústica e colorida, bem pra turista ver mesmo. A comida é deliciosa, a Margarita é generosa (na America não tem miseria…eles trazem uma jarra mesmo), o atendimento é bom e divertido, com direito a quiz sobre o filme (acertei tudo e me achei!kkk). Minha sugestão?! Mac&Cheese com camarão. De-li-ci-o-so! Ah, e tente pegar uma mesa próxima a janela pra ter a vista da Broadway, enquanto saboreia seu macarrão. Já quero voltar!

 

vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurantes-que-eu-fui-serafina

  • Serafina Restaurant: comida italiana deliciosa, com grande variedade de pratos. As localizações são bem democráticas, sendo 8 unidades em Nova York: Harlem, UWS, UES, Meatpacking e o restante em Midtown. O atendimento é sempre bom, a decoração é linda, com iluminação cênica e os pratos são divinos! Desde o tradicional Farfalle ao limoncelo com camarão, até à pizza. É a famosa comfort food, não tem erro. O legal é conhecer cada vez uma unidade, porque com certeza você vai querer voltar sempre!

 

vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurantes-que-eu-fui-by-chloe

  • by CHLOErestaurante vegano, que faz você esquecer a ausencia de carne no menu, de tão delicioso que é. Do jeito que eu gosto: saudável e saboroso. Os assentos são concorridíssimos, não importa o horário que você vá. Mas insista! Vai valer a pena. A Kale Caesar Salad é bem servida (pra uma pessoa) e deliciosa. O Mac&Cheese deixou um pouco a desejar pela quantidade, não pelo sabor. Valeu pra experimentar o bacon de shitake (sim, substitui muito bem o original). Pedi um smoothie Purple Rain pra acompanhar, que nem sei todos os ingredientes envolvidos, mas tinha beterraba e era muito gostoso! O by Chloe já entrou pra lista dos meus queridinhos pela comida boa, fachada charmosa, decoração leve (olha a arquiteta reparando em todos os detalhes) e localização (esquina da Bleecker com a Macdougal Street). Dá pra sair do metrô (estação West 4th Street) e dar uma volta por Greewich Village e pelas lojinhas da Bleecker e depois descansar nos bancos do Washington Square Park antes ou depois do almoço. Delicia!

 

vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurantes-que-eu-fui-jacks-wife-freda

  • Jack’s wife Freda: acho que esse foi o mais descoladinho de todos os restaurantes que fui nessa viagem. O lugar é pequeno, os garçons são super gente fina, parece que todo mundo ali se conhece, é de casa mesmo. E a historia por trás do restaurante é essa, já que Jack e Freda são os nomes dos avós do dono, por isso todo menu (que é bem sucinto) é baseado na família, que sempre recebia amigos e parentes com comfort food à mesa. O JWF fica pertinho do by Chloe, na mesma região em West Village, que foi a unidade que eu conheci, mas eles também atendem no SoHo, as duas com estações de metrô por perto. O bom dessa região é que tem uma Magnólia Bakery perto pra pausa da sobremesa (que vai ficar pra um próximo post), além de você poder sair andando sem rumo e encontrar o prédio filmado pro seriado Friends ou a casa de Carrie Bradshaw (sim, fui em todos e até suei de emoção!rs Vou contar em outro post também). É um bairro que eu queria pra morar!…quem sabe um dia!

 

vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurantes-que-eu-fui-sbarro

  • Sbarro: quem não conhece esse? O melhor pedaço de pizza de pepperoni da cidade! É claro que existem milhares de pizzarias divinas em Nova York, mas eu tô falando de pizza tradicional, que a gente vê nos filmes, estilo ‘podrão’, aquela pra comer com a mão (nem tente cortar com aqueles talheres de plástico que eles oferecem!). Pizza americana a gente come assim mesmo. A franquia existe desde 1956 e apesar de varias unidades terem sido fechadas nos últimos anos, pode confiar na qualidade da pizza ou do Spaghetti with Meat Balls, mas pára por aí. Um dia resolvemos tomar um ‘american breakfast’ lá e foi o pior da viagem. Mas tudo serve como experiência e na próxima vez, vou voltar lá pra matar a lombriga do pedaço de pizza mais delicioso que eu conheço.

 

vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurantes-que-eu-fui-olive-garden

  • Olive Garden: nem ia falar do Olive, porque acho que todo mundo conhece, mas esse é outro queridinho dos brasileiros e por ter preço bom e ser farto, achei que poderia interessar à alguém, afinal não é todo dia que a gente quer desembolsar uma quantia generosa numa refeição. O OG tá ali no meio do seu caminho, na Times Square, não tem como não parar pra comer na hora que bate aquela fome depois de 15km percorridos a pé (a.k.a. eu). E o legal é ir nessa unidade mesmo pra sentar perto da janela e ver as luzes da Times/ Broadway. O restaurante tá sempre lotado, mas é enorme e com certeza você não vai ter que esperar por uma mesa. O problema de estar sempre cheio de turistas, é que o atendimento e a limpeza não são lá essas coisas. Deixou um pouco a desejar nesses quesitos, mas tirando isso, os pratos estavam muito bons, sem contar a salada free e à vontade que eles servem na hora que você senta e escolhe as bebidas. Fica a dica!

 

vivitblog-post166-nova-york-descomplicada-restaurantes-que-eu-fui-eataly

  • Eataly: dentro do 4 World Trade Center, esse Eataly é novíssimo e ótimo pra fazer uma parada, depois de conhecer todo o complexo (que ainda está em construção). Encontramos uma brasileira trabalhando lá, que foi super atenciosa e explicou como funcionava tudo. O lugar segue o padrão da rede, cheio de produtos diferentes e acessórios fofos pra casa, sempre muito aconchegante. Sentamos no balcão e pedi um spaghetti Cacio e Pepe, que é feito com queijo pecorino e pimenta-de-reino, que queria muito experimentar e posso dizer que foi uma das melhores massas que comi. Dois ingredientes e muita técnica pra fazer esse macarrão de-li-ci-o-so.

Além de restaurantes, tem o famoso ‘dogão’ do carrinho na rua, que tem em toda esquina e é feito com um tipo de linguiça, e não salsicha como estamos acostumados, mas ‘when in New York’…ou seja, TEM QUE experimentar! Uma outra opção rápida e bem mais saudável que o ‘dogão’, é o Just Salad, onde você pode escolher as opções do cardápio ou montar sua salada orgânica com os ingredientes que quiser. Tem vários pela cidade, é fácil de encontrar e a porção é generosa.

Esses foram os restaurante que eu fui, alguns já conhecia, outros coloquei na minha food list pra conhecer e tive ótimas surpresas! Tudo baseado na minha humilde opinião, ok?! Como falei no outro post sobre HOTEIS NA BIG APPLE da semana passada, não gosto de falar mal, porque o que não serve pra mim, pode ser ótimo pra outra pessoa, mas vou sempre ser o mais sincera possível ao dar minha opinião pessoal.

Espero que vocês gostem, que possa ajudar a quem está com dúvidas e que vocês fiquem com muita vontade de conhecer tudo isso e programem uma viagem pra Nova York em breve! Quem quiser perguntar, dar dicas, sugestões ou críticas, escreve aqui nos comentários. Todos são super bem-vindos!

Beijo, outro, tchau!