fotos: Luigi Bianco

Faz 35 anos que moro em Birigui e nunca enxerguei a cidade como tenho feito nesses ensaios. Estou descobrindo a cidade com vocês!

Como falei semana passada nesse post, às vezes a gente precisa treinar o olhar pra conseguir ver beleza na rotina. E olha onde viemos parar dessa vez: na (carinhosamente chamada) Rodoviaria Velha. Essa obra foi inaugura em 1961, pelo prefeito da época Renato Cordeiro, para comemorar os 50 anos de Birigui.

Como cidadã, tenho um apego sentimental pelo lugar. Peguei muito ônibus (aê, Zacarias!) nessa rodoviária na minha infância e como arquiteta, o apego é maior ainda, por retratar tão bem um estilo arquitetônico de uma época. É impossível olhar pro prédio e não se sentir nos anos 60. Claro que a construção sofreu alterações nesses 56 anos de vida e a descaracterização e abandono são nítidos. O legal aqui é bom chamar a atenção pra esse projeto de personalidade, tão importante pra Birigui, que quase não possui mais prédios pra contar sua historia infelizmente. (#arquitetachateada)

Mas pra homenagear esse lugar tão interessante, fui dar um ‘rolê’ toda blogueirinha, de saia em camadas pink, com tricô quentinho num tom salmão e sapatilhas xadrez Vichy, pra aguentar as andanças que fizemos pelo local. Rolou até pedir emprestada a bicicleta dupla dos hippies, vendedores de bijuterias artesanais!rs

De resto, o charme ficou por conta do ‘vento nos cabelos’ e da participação especial dos frequentadores do lugar!rs

Onde será que o próximo ensaio vai nos levar, hein Luigi?! Acompanhem tudo por aqui pra saber!

Beijo, outro, tchau!

O QUE EU USEI:

Saia camadas pink ZARA

Tricô salmão ZARA

Sapatilha xadrez Vichy AREZZO BIRIGUI

Óculos de sol FENDI