vivitblog-post42-#5-the-devil-wears-prada-capa

Tem coisa mais gostosa que sentar em frente à TV com um balde de pipoca e assistir um filme legal, mesmo que seja o mesmo pela milésima?! Esse é um dos meus filmes estilo ‘sessão da tarde’ preferidos: ‘O Diabo Veste Prada’. O filme foi lançado em 2006 (pois é, vai fazer 10 anos) e, mais do que o mundo da moda, mostra uma historia de superação, com uma dose fofa de romance.

Não sei se alguém ainda precisa de motivos para adorar esse filme, mas vou listar alguns itens que justificam meu amor por ele.

  1. Trilha sonora: ‘Suddenly I see’, ‘Vogue’, ‘City of Blinding Lights’, ‘Crazy’, ‘Seven Days in Sunny June’. Músicas que não saem da playlist, nem com o passar dos (dez) anos, mostrando que música boa não sai de moda. Pra empurrar os móveis da sala e sair dançando!
  2. Figurino: só de falar que é sob o comando de Patricia Field (a.k.a. Sex and the City) a gente já sabe que vai se apaixonar em cada troca de roupa. Quem nunca quis copiar a cena em que Andy (Anne Hathaway) aparece depois de sua transformação com looks incríveis, pelas ruas de NYC, ao som de ‘Vogue’?! Mais do que isso, prova que a maneira de se vestir muda seu comportamento e como as pessoas te enxergam, nesse caso, passando mais credibilidade e profissionalismo.
  3. Relacionamentos: o nascimento de uma workaholic, o deslumbramento com um mundo novo e glamuroso e a essência e valores que possuímos, que prevalecem no final. Seja no amor, na vida profissional ou com os amigos, o filme mostra a dificuldade de conciliar todos o relacionamentos, quando se dá mais atenção a um, que ao outro. Equilíbrio é fundamental!
  4. Personagens: Só de ter o nome de Meryl Streep no elenco, não precisa falar mais nada, né. Miranda, representando a maioria dos chefes, com seu jeito opressor e autoritário, não está fazendo nada além do seu trabalho. E o faz muito bem, obrigada. Andy, na sua inocência, imagina alcançar o sucesso de cara, mas percebe que pra tudo é preciso paciência e sacrifícios. Além de Nigel, Emily, Nate e Christian, cada um com uma personalidade bem diferente do outro, mas todos com um pitada de humor que a gente adora!
  5. Mensagem: depois de tantos sacrificios, conquistas, perdas, separações, Andy percebe que se tornou uma pessoa que ela nunca quis ou imaginou ser, bem parecida com sua chefe carrasca e decide voltar à sua essência. Claro que não do mesmo jeito, pois toda experiência já a tinha modificado. Quantas vezes não passamos por situações temporárias que nos transformam, fazendo com que a gente ‘pense fora da caixa’, saia da zona de conforto, faça o impossível ser possível? Tudo agrega valor no nosso jeito de viver cada dia. Focar na solução e não no problema é essencial pra uma carreira e vida de sucesso. Alguém quer tentar?!

tumblr_ll9ur1f9dI1qgpzvfo1_500

fotos: vogue.co.uk e gce.fashionblog.com.br